Saudações Pythônicas!

#/usr/bin/python3
>>> import this

O Zen do Python

Bonito é melhor que feio.

Explícito é melhor que implícito.

Simples é melhor que complexo.

Complexo é melhor que complicado.

Linear é melhor do que aninhado.

Esparso é melhor que denso.

Legibilidade conta.

Casos especiais não são especiais o bastante para quebrar as regras.

Ainda que praticidade vença a pureza.

Erros nunca devem passar silenciosamente.

A menos que sejam explicitamente silenciados.

Diante da ambiguidade, recuse a tentação de adivinhar.

Deveria haver um — e preferencialmente só um — modo óbvio para fazer algo.

Embora esse modo possa não ser óbvio a princípio, a menos que você seja holandês.

Agora é melhor que nunca.

Embora nunca seja freqüentemente melhor que já.

Se a implementação é difícil de explicar, é uma má ideia.

Se a implementação é fácil de explicar, pode ser uma boa ideia.

Namespaces são uma grande ideia — vamos ter mais dessas!

Tim Peters